História » Corajosamente Éticos

África do Sul, um país rico em tantos aspectos, também é um país onde a corrupção e a ganância permitiram que os ricos ficassem mais ricos, e os pobres mais pobres.

Graham Power, fundador do Grupo POWER, percebia essa devastação a seu redor e sabia que para que a África do Sul revelasse seu tremendo potencial, deveria ser posto um fim à ganância e à corrupção. Ele entendia que a maré de corrupção e comportamento antiético em nossas instituições e sociedades só poderia ser desfeita com uma oposição ativa e uma mobilização de apoio público à ética, aos valores e a uma vida honrada. Assim nasceu a Corajosamente Éticos. Firme em seu propósito de ver todas as 220 nações do mundo comprometidas com o modo de vida ético, Graham e sua equipe desenvolveram a infraestrutura e a identidade deste movimento, apresentando-o ao mundo em maio de 2010.

Foi adotada uma Constituição e estabelecida uma Comissão Executiva para supervisionar a campanha. O foco inicial da Corajosamente Éticos era a África do Sul. Houve grande aceitação por parte de políticos, empresários e comunidades locais; pessoas de todas as camadas sociais abraçaram a visão e perceberam que têm um papel na transformação da África do Sul.

O Unashamedly Éticos teve a bênção de contar com o apoio de dois estimados líderes da sociedade: o arcebispo anglicano da Cidade do Cabo, Reverendíssimo Dr. Thabo Cecil Makgoba; e Michael Cassidy, fundador da African Enterprise. Tanto o arcebispo Makgoba quanto o sr. Cassidy são benfeitores do movimento CE até hoje. Um dos momentos mais importantes na história da Corajosamente Éticos foi em março de 2013, quando o governo do Cabo Ocidental, na África do Sul, firmou compromisso com valores, ética e vida íntegra. Saber que há governos se engajando no combate à corrupção é extremamente animador, e espera-se que isso se torne uma tendência entre governos locais e provinciais por toda a África do Sul. A Corajosamente Éticos também tornou-se global. Em outubro de 2014 houve um ponto de virada, quando mais de 5.000 empresas estavam comprometidas em ser Corajosamente Éticas. Além deste feito, o número de países/nações com signatários Corajosamente Éticos ultrapassou a marca dos 100. Atualmente, o foco do movimento é ver nações transformadas através da colaboração entre indivíduos, empresas e governos.

Corajosamente Éticos no Brasil

Markenson Marques, proprietário e presidente da empresa CARGOLIFT e um membro corporativo da Unashamedly Ethical, soube aproveitar a oportunidade oferecida pela campanha com as duas mãos, aceitando o convite em novembro de 2014 do fundador da campanha Dr. Graham Power para ser o coordenador geral do projeto no Brasil. Marques começou traduzindo o nome para CORAJOSAMENTE ÉTICOS.

De acordo com Markenson Marques, vivemos em meio a um turbilhão de escândalos de desvio de conduta em nosso país, por isso a necessidade de pensar meios de conscientizar a população para a busca de mudanças. Fato este que também pode ser confirmado por meio de dados do Transparência Mundial, que apontam que o Brasil está classificado como 69º, em um conjunto de 175 países, no Índice de Percepção de Corrupção 2014. “O mais urgente e importante a fazer pelo Brasil é o resgate da ética na sociedade”, afirma o fundador e presidente da Cargolift.

A visão do movimento é gerar uma mobilização de membros ardorosos por ver a transformação de suas sociedades e nações.